Terminou, e já deixou saudades. Em sua quarta edição, o GP Gerais (Mineiro de Motovelocidade) confirmou a condição de um dos regionais mais fortes do país. Além dos pilotos da casa, a competição tem reunido representantes de Rio, São Paulo, Goiás, Distrito Federal, Espírito Santo, Bahia e Pernambuco, com bons grids e disputas interessantes.

No fim de semana, o Circuito dos Cristais, em Curvelo, consagrou os campeões da temporada, além de encaminhar a classificação do Brasileiro CBM, em sua penúltima etapa.

Com o título antecipado na Sport 300cc, Rodrigo Gregório fez sua estreia na Supersport 600cc. A categoria consagrou Antonio Franzen (Kawasaki ZX-6) que, com a vitória, confirmou o tetracampeonato mineiro e entrou definitivamente na luta pelo Brasileiro.

P1 – Antonio Carlos Franzen
P2 – Régis Santos
P3 – Breno Chaves
P4 – Felipe Chaves
P5 – Daniel Dolfini

 

Estreantes faze a festa na Light 600cc. Toufic Hadda em sua 1ª participação ja mostrou a que veio nos treinos, Alysson Rocha e Fábio Castro também vindos da categoria Tourig subiram ao pódio.

 

P1 – Toufic Hadda
P2 – Erikson Dias
P3 – Rafael Milazzo
P4 – Alysson Rocha
P5 – Fábio Castro

 

Na prova das 300cc (Sport/Supersport), domínio de Caíque Lanna, líder do Brasileiro. Em terceiro lugar, apenas 0s1 atrás de Igor Monteiro. Diego Hilel levou o troféu de campeão estadual. Na Sport, corrida vencida por Eduardo Burr. Nos treinos, a categoria ainda foi prestigiada pelo representante brasileiro no Mundial SSP300, Ton Kawakami.

300cc Sport

P1 – Eduardo Brumm
P2 – Wallace Araújo
P3- Edson Costa

 

300cc Supersport Corrigido

P1 – Eduardo Burr
P2 – Igor Monteiro
p3 – Diego Hilel
P4 – Raphael Félix
P5 – Gabrielly Lewis

 

O paulista Danilo Lewis (BMW), atual campeão brasileiro, chegou à quinta etapa com o título do GP Gerais encaminhado. E confirmou a supremacia e os 100% de aproveitamento, com pole e vitória, à frente de Rodrigo Dazzi, também com uma S1000RR. A corrida da categoria acabou interrompida com bandeira vermelha devido a um acidente com Pedro Lins e retomada com cinco voltas. A disputa mais interessante ocorreu na divisão Master, em família. Jirios e Michel Abboud chegaram à decisão separados por um ponto. O primeiro acabou superando o irmão por 4s633 para garantir o tetra.

foto sbk pro

P1 – Danilo Lewis
P2 – Rodrigo Dazzi
P3 – Alex Pires
P4 – Júlio Santos

SBK Máster
P1 – Jírios Abboud
P2 – Michel Abboud
P3 – Gustavo Leite

SBK Evo

P1 – Maurício Protta

 

Light e Naked

Na Light 1.000cc, o terceiro lugar deu a Lucas Cavalcanti o título mineiro de 2019. Victor Oliveira ainda brigava pela taça e fez sua parte, vencendo a prova, . A Naked teve vitória e troféu de campeão para Marcelo Strunk.

Light 1000cc corrigido
P1 – Victor Oliveira
P2 – ALerione Martins
P3 – Lucas Cavalcanti
P4 – Danilo Costa
P5 – Alan Galego

 

 

 

 

Naked

P1 – Marcelo Strunk
P2 – Emilio Amadei

 

 

 

Veja as fotos, vídeos e muito mais em nosso facebook – https://www.facebook.com

Agrademos a confiança e o apoio dos nossos patrocinadores,  Pirelli, Zoom Moto Center, X11, Ello Clube de Benefícios, Água Mineral Ingá, Cervejaria Backer, Prefeitura de Curvelo, Contamos ainda com a supervisão da CBM, FMEMG, BEMC e Apoio da Microcity, Cordeiro Supermercados e Estilo Telemarketing, organização e realização de Tech Time

Siga-nos nas redes sociais
facebook/GPGerais    instagram/gpgerais
#gpgerais #techtime #trackmix